Amo que Amo...

Amo que Amo...
Meus Irmãos!!!

domingo, agosto 29, 2010

Sen.Ti.Men.Tos


Têm dias que a gente se sente assim... assim... Coloca uma música para ouvir... E ao longe Janis Joplin faz o show, em lágrimas de cair... E pensar que, talvez não tenha nada a ver... A música fala de liberdade e de Bobby Macgee... Ou tenha...
 
É... Fala de amor, mas sem o sentimento de espera... De procura... Canta um encontro, o sentir-se bem na doação gratuita do ser... Canta uma perda e o desejo da recuperação de dias felizes em sentir-se assim... assim...

Quando a liberdade impera... Não se perde nada. O que fica são lembranças de tempos e de blues, de abraços, calor de corpos. E de escolhas. E... A música toca lembrando um passado. Onde a cantora “trocaria todos os seus amanhãs por um simples ontem”. Cantar junto ajuda a alma a sentir-se liberta...

Pensamentos distantes... O sol em algum lugar aquece a outra metade que não se achou, não se concluiu. E a chuva acalenta um sonho eterno... Entre dias e dias, estações e estações... Tempo e eternidade. Ainda existe?... Quem sabe... Só onde, resiste ainda assim, a liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário